De Dentro #4

Por DAIGO OLIVA

O convidado dessa semana do De Dentro é o cineasta Beto Brant.

Durante a preparação do filme “Eu Receberia as Piores Notícias dos seus Lindos Lábios”, em Santarém e arredores, o ator Gustavo Machado nos acompanhou na intenção de aprender a fotografar, como exigia seu papel, o fotógrafo de mulheres Cauby.

Ator também do nosso filme anterior, “O amor segundo B. Schianberg”, quando conheci suas habilidades com as tintas e artes plásticas, Gustavo recebeu a orientação do fotógrafo e multiartista, Cisco Vasques. Ganhou uma máquina, um laptop e iniciou seu aprendizado.

Imagine você, circular pelo interior do Pará pedindo às mulheres um retrato. Gustavo fotografou professoras, enfermeiras, costureiras, viajantes, todas que confiaram e se sentiram a vontade diante de suas lentes.

A foto escolhida é uma dessas fotos de estudo, de preparação para o início das filmagens, quando ele teria que fotografar a atriz Camila Pitanga em cena, pra valer. O que me chama a atenção nessa foto é o charme da coroa, assim como o da cantora paraense Dona Onete, que tem participação numa cena do filme. Professora aposentada de Igarapé-Mirim, Ilha de Marajó, alçada à fama pelo Coletivo Radio Cipó, Dona Onete, como essa outra adorável anônima, esbanja sensualidade e desejo.

Amor Brejeiro
– Dona Onete

“…Tem que ser um amor brejeiro
Feiticeiro carinhoso
Que satisfaça o meu ego
Que seja impetuoso
Que faça ferver o meu sangue
Só o amor me satisfaz
Que me leve a loucura e me dê
Um algo mais
Tem que ser brasileiro
Bonito brejeiro…”

Beto Brant é cineasta. Além de “Eu Receberia as Piores Notícias dos seus Lindos Lábios” e “O Amor Segundo B. Schianberg”, dirigiu também “O Invasor” e “Cão sem Dono”.

Toda segunda, o Entretempos publica a seção De Dentro –uma pessoa elege uma imagem importante em sua vida (uma fotografia, um quadro, uma capa de disco, um postal, o que vier a cabeça) para relembrar memórias e sensações ou relatar o porquê daquela figura ser tão fundamental.