Imagens diluídas em diferentes suportes

Por DAIGO OLIVA

Oscar Muñoz é um dos nomes mais importantes da arte colombiana.

Com 40 anos de produção, mantém uma pesquisa intensa sobre a natureza das imagens, transitando livremente por diferentes suportes como fotografia, vídeo, instalação e escultura.

As representações de ciclos da vida são marcas constantes de seu trabalho, discutindo as noções de permanência e as marcas que deixamos. Protografías, nome da retrospectiva do artista em cartaz no Malba, em Buenos Aires, é uma clara indicação da essência do artista.

“Línea del destino” (2006) – Projeção

Protografia é o momento anterior, ou posterior, ao instante em que a imagem é registrada para sempre.

Daí, a ideia de fluxo e instabilidade, da imagem que ainda não se formou e de como seus suportes se comportam, fixando ou deixando a figura desenhada desaparecer, soltando rastros ou se apagando por completo.

“Cortinas de baño” (1992) – Acrílico sobre plástico

Munõz consegue resumir reflexões complexas de forma simples, trazendo forma a sentimentos e atitudes. “Re/Trato”, performance de 2003, é essencial para entender sua obra.

O artista desenha um rosto com pincel e água em uma superfície quente, feita de concreto, e cada vez que realiza um traço, a linha anterior da face se desfaz. Então, retoma o retrato seguidamente, reconstruindo o desenho repetidas vezes.

Os materiais efêmeros utilizados se comunicam diretamente com a caráter transitório da vida.

Seu trabalho tem sutileza e a força de deixar o silêncio e os suspiros à vontade. Não dá para explicar muito… Tem que ver. Tem que sentir.

“Narcisos” (2001) – Vídeo

Onde?
Protografías
De 21 de dezembro a 25 de fevereiro de 2013
Malba, Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires
Avenida Pres. Figueroa Alcorta, 3415
Buenos Aires, Argentina

Protografías é a primeira retrospectiva de um artista colombiano no Malba.

Oscar Munõz é também o que esse blog quer ser: imagens diluídas em diferentes suportes.