De Dentro #16

Por DAIGO OLIVA

O De Dentro dessa semana é da jornalista Isabelle Moreira Lima.

[youtube y-BK0XiXfPU nolink]

Uma mulher é uma mulher

No fundo, no fundo, eu sempre quis ser uma mulher da nouvelle vague. E é claro que, nascida no Ceará, no último suspiro da década de 1970, tive que lidar com certas limitações históricas, geográficas e visuais.

A meu favor, um nome ligeiramente afetado (Isabelle com dois ls e é no final, por favor) e um senso estético que sempre apontou para o vestido e o delineador certo. E assim, por anos, fingi ser — ainda que só na minha cabeça — um pouco Karina, um pouco Moreau.

Mas aí eu fiz 30. E, pior, 31. E foi neste momento que assisti ao filme mais legal, presente de uma amiga que sem eu falar nada entendeu tudo.

“Uma Mulher é uma Mulher” com Ana Karina aos 21. O filme, lindo, mostra cenas de casal que eu me acostumava a viver: desde o “o que você quer jantar hoje?” até o momento de limpar o pé ao subir à cama.

Me identifiquei, claro, mas o que pegou foi outra coisa. O que ele mostrou só pra mim e o que grudou na minha cabeça foi o óbvio: não apenas eu não era Ana Karina como era mais velha.

O tempo estava passando. Eu deixava de ser uma jovem adulta. Eu já era uma adulta, uma mulher. Uma mulher é uma mulher. E mais: dali, a cada semana, a cada dia, eu ficaria mais longe de Ana Karina. (Ou pelo menos daquela Ana Karina, que não sabe se é melhor camisola ou pijama.) 

Foi um pouco ridículo, mas ela me fez chorar.

Isabelle Moreira Lima é jornalista, vive em Chicago e já escreveu para publicações como Folha, “Status”, “G1”, “Terra” e “Poder”.

Toda segunda, o Entretempos apresenta a seção De Dentro –uma pessoa elege uma imagem importante em sua vida (uma fotografia, um quadro, uma capa de disco, um postal, o que vier a cabeça) para assim, relembrar memórias e sensações ou relatar o porquê daquela figura ser tão fundamental.

Gostou? Confira os outros De Dentro: o pintinho, Filipe Redondo, Eduardo Leme, Renata Simões, Cassiana Der Haroutiounian, Juliana Freire, Daigo Oliva, Lulina, Daniel Klajmic, Mônica Maia, Nazareno Rodrigues, Beto Brant, Manuel da Costa Pinto, Marcos Augusto Gonçalves e Cassiano Elek Machado.