Johnny Marr x Yeah Yeah Yeahs

Por DAIGO OLIVA

Calma. O título é só um sensacionalismo barato.

Duas semanas atrás, o blog publicou uma notinha sobre o pedido do Yeah Yeah Yeahs para seus fãs durante as apresentações da banda.

“Por favor, não assista ao show pela tela do seu dispositivo móvel ou câmera. Coloque essa porcaria de lado como uma cortesia à pessoa que está atrás de você e à Nick, Karen e Brian. Muito amor e muito obrigado!”.

Johnny Marr, ex-guitarrista dos Smiths, está pedindo o contrário…

Johnny (o segundo da dir. para esq) com o Cribs, uma das bandas que acompanhou após o fim dos Smiths. Roubei a foto de seu site oficial. “Shoplifters Of The World Unite”…

Pela primeira vez, o guitarrista está fazendo uma turnê solo pelos EUA. Para promover a excursão, Marr quer premiar as dez melhores imagens desses shows com um pacote de prêmios: o novo álbum, “The Messenger”, em vinil e cd, um cartaz da tunê e adesivos.

Ou seja, se já é chato num show em que não vale nada, imagine agora. A montanha de braços esticados com câmeras, telefones e tablets em milhares de tentativas até chegar a uma foto que… Hmmmm… Não é lá essas coisas.

É difícil compreender porque alguém paga um ingresso para ver o show de uma banda ao vivo por uma tela. E em pé.

Nunca vi ninguém assistir a um dvd em pé.

Explica-se muito mais pela vontade de mostrar, em tempo real, que está ali, do que realmente viver o que está acontecendo.

Uma pena que o próprio Johnny Marr, que merece ser apreciado com a devida atenção, estimule este comportamento.

Para 97% da população mundial, qualquer equação que envolve os Smiths resultará sempre em Morrissey.

Triste. Marr foi o responsável por grande parte das belíssimas melodias da banda e também pela criação do timbre de guitarra que definiu quem eram os Smiths.

Já dá para ver algumas das fotos postadas pelos fãs clicando aqui, o que revela que escolher as 5 melhores já seria difícil.

Imagine então 10…

Se você mora nos EUA e quer ser o chato do show em troca de um prêmio é só clicar aqui.

* Excepcionalmente nesta segunda, não publicaremos a seção “De dentro”.