<3 Amar é… <3

Por DAIGO OLIVA

Na véspera do Dia dos Namorados, o Entretempos elaborou uma lista com obras de arte (sobretudo, contemporânea) para conquistar o coração alheio.

Você, leitor(a) solteiro(a), enrolado(a), compromissado(a) ou solto(a) na vida, pode utilizar uma das dez charmosas imagens reunidas pelo blog para escrever um singelo cartão de amor.

Tem para todos os tipos. Não importa se você é um louco(a) desvairado(a) ou apenas um discreto(a) apaixonado(a).

A gente te ajuda nessa. Vai lá!

_ _

O mútuo encontro

Vocês se conheceram e é como se tudo fosse na mesma sincronia. Os relógios da cidade marcam sempre números iguais. 22h22, 13h13, 09h09. Félix González-Torres te ajuda nessa.

_ _

A saudade

A separação foi difícil, sofrida e doída, mas vocês amadureceram e resolveram voltar. Ao menos nesses 5 minutos, o abraço é como na primeira vez. Wolfgang Tillmans te ajuda nessa.

_ _

Juntar os t(p)rap(t)os

Vocês namoram faz uns belos 7 anos, mas não têm coragem de admitir: é hora de dividir o pão, a rotina e as linhas juntos. David Wojnarowicz te ajuda nessa.

_ _

Eu confio em você

[youtube 3Tz-K4EC8hw nolink]

No momento em que a segurança no outro extrapola qualquer ideia de amor. Marina Abramović e Ulay te ajudam nessa.

_ _

Os opostos se atraem

Você é vinho branco, ele(a) é um jato de tinta preta. Tanto faz. De modo aleatório, vocês se encontram, formando um confuso e harmonioso casal. Rebecca Horn te ajuda nessa.


_ _

No escuro

Vocês mal se conhecem e tudo é um tiro no escuro. Feliz, mas um encontro às cegas. René Magritte te ajuda nessa.

_ _

O(A) ansioso(a) deseperado(a)

Você está desesperado(a) pelo dia 12, mal dorme até a data chegar. Calma, dá pra levar com bom humor. Mas não vá postar isso no Facebook dele(a). Cris Bierrenbach te ajuda nessa.

_ _

O terceiro elemento

O abraço é medroso porque há alguém entre vocês. É um abraço dado não dado. Agora você decidiu que tem que resolver essa questão. Viviane Sassen te ajuda nessa.

_ _

Aviso prévio

Quem ama, cuida. Para evitar a demissão por justa causa de um relacionamento baseado em posições duras e inflexíveis, o aviso prévio. Leonílson te ajuda nessa.

_ _

O clichê

Todas as dicas foram inúteis. Amar é… simples. Simples como dançar e se deixar levar. Taí uma capa para aquela fitinha k7 com canções de amor. Malick Sidibé te ajuda nessa.

_ _

Brega, né? Mas com classe. Amanhã o Entretempos volta a sua programação normal e convida 5 artistas para nos mostrar representações do que seria uma relação que compreende a distância entre dois corpos que ainda se amam.

Aí o amor deixa de ser clichê.

Até!
_ _

Curta o Entretempos no Facebook clicando aqui.