Instantâneas – Lou Reed ressuscita em fotos

Por DAIGO OLIVA

Cia de professores – Vão até a próxima sexta-feira as inscrições para a residência fotográfica “LABMIS”, promovida pelo Museu da Imagem e do Som de São Paulo. O programa, guiado por Ronaldo Entler e Lívia Aquino, professores da pós graduação da FAAP, receberá dez alunos junto ao coletivo Cia de Foto para discutir a mistura de arte, ciência e tecnologia. Serão encontros mensais, com início no dia 18, e gratuitos. Para saber como se inscrever é só clicar aqui.

Louie Louie – Já virou um clássico. Foi só a morte de Lou Reed ser anunciada para que milhares de links sobre o músico serem compartilhados. Entre as várias homenagens, há um trabalho fotográfico que merece atenção. O ensaio “Velvet Years”, do americano Stephen Shore, documentou o Velvet Underground na década de 1960 e o universo em torno da banda, principalmente o artista ícone Andy Warhol e a Factory. Em alguns registros é possível encontrar Marcel Duchamp e a atrix Edie Sedgwick, entre outros. Para quem se empolgar muito, há um outro link com fotos de Warhol e a lindíssima Nico vestidos como Batman e Robin para a revista Esquire. Imperdível. Para ver o ensaio de Shore é só clicar aqui. Para ver o ensaio da dupla dinâmica é só clicar aqui.

Lou Reed em seu último ensaio fotográfico, poucas semanas atrás, feito pelo francês Jean Baptiste Mondino. Segundo o site oficial do músico, essa foi exatamente a última imagem registrada pelo fotógrafo. Obrigado, Lou. =(

Zo’é – No próximo dia 06 de novembro, o fotógrafo e corinthiano Rogério Assis lança o livro “Zo’é”, na Galeria Vermelho. A obra documenta o grupo indígena que dá nome ao livro no norte do Pará em dois momentos -o primeiro encontro com a tribo, em 1989 e o segundo, 20 anos depois. Assis é figurinha carimbada da fotografia brasileira. Além de ter participado da realização da revista Fotosite, foi fotógrafo da Folha na década de 90 e ainda editou a publicação “Pororoca”. Para saber mais é só clicar aqui.

Coluna – O coletivo Garapa colocou no ar esta semana o projeto “dissonante, vago”, trabalho selecionado pelo prêmio Marc Ferrez de Fotografia em 2012. Conjunto de fotografia, vídeo, printscreens e relatos, o ensaio nasce de uma exploração pelo interior do Brasil em busca de vestígios materiais e simbólicos da Coluna Prestes. Entendeu? Sim ou não, vale a pena dar uma olhada clicando aqui.

_ _

Curta o Entretempos no Facebook clicando aqui.