Instantâneas

Por DAIGO OLIVA

Em casa – As inscrições para a 4a edição do “Ciclo de Portfolios” da residência artística Casa Tomada vão até o dia 8/4. O projeto, que acontece anualmente desde 2010, reúne artistas e pesquisadores para discussões de portfolios com o público e participantes. Neste ano, pela primeira vez, a Casa Tomada abre uma convocatória para selecionar artistas interessados em participar do programa. Serão três nomes convidados e até três eleitos por meio das inscrições. As apresentações acontecem em quatro datas –24 e 30 de abril e 8 e 15 de maio. Todas as informações você encontra aqui.

Poder – “poder provisório”, nova mostra com curadoria de Eder Chiodetto, foi aberta nesta semana no Museu de Arte Moderna de São Paulo. A exposição é um recorte do acervo de fotografias do MAM em que Chiodetto selecionou 86 imagens para discutir o poder em diferentes esferas, misturando fotojornalismo com trabalhos de caráter experimental. “Percebi que entre as gerações dos anos 50 até hoje, quando artistas e fotojornalistas optam por falar dos problemas estruturais do Brasil, inevitavelmente caem no mesmo discurso”, explica o curador. “Me lembrei do poema ‘Cidade, City. Cité’, do Augusto de Campos, em que as palavras são escritas sem separação entre elas criando sonoridade ininteligível”. Ainda segundo Chiodetto, a exposição foi montada praticamente sem espaço entre as obras, sem hierarquizar arte e fotojornalismo para criar uma tensão entre imagens de artistas conceituais e fotografias que vemos diariamente nos jornais. Entre os nomes presentes na mostra estão Paulo Brusky, Claudia Andujar, Mauro Restiffe, Orlando Britto e o coletivo Mídia Ninja, que exibe três imagens das manifestações realizadas em São Paulo em 2013. “poder provisório” fica em cartaz até 15/6. Todas as informações você encontra aqui.

Aí vem o verão  Em julho, a fundação norte-americana Aperture irá montar sua primeira exposição aberta para todos aqueles que produzem imagens. Batizada de “Summer Open”, a mostra tem como tema a própria fotografia e não tem nenhum impedimento em sua pré-seleção: tanto faz o estilo, o autor, se a imagem foi feita por um profissional ou amador, jovem ou velho. “Queremos descobrir o que interessa aos fotógrafos hoje. De documentário ao conceitual, vamos moldar uma exposição que faz uma declaração sobre o caráter da fotografia atual”. A seleção final ficará a cargo de Chris Boot, diretor executivo da instituição. “O mundo já não se divide entre produtores e consumidores –somos todos fotógrafos”. Amén. As inscrições vão até 9/4. Todas as informações você encontra aqui.

Sinais – Inaugura hoje para o público e fica em cartaz até o dia 25/5, na DOC Galeria, a exposição “No Chão”, da carioca Bel Pedrosa. A mostra reúne 17 composições da sinalização de trânsito de cidades como Santiago, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e São Paulo. Sinais de “ciclovia, faixa de pedestre, pista exclusiva de ônibus e aviso de fiscalização eletrônica são agrupadas de acordo com a cor, a cidade e o bairro”. O resultado das imagens são interessantes colagens abstratas e geométricas. A DOC fica na rua Aspicuelta, 662, na Vila Madalena. Todas as informações você encontra aqui.

Curta o Entretempos no Facebook clicando aqui.