Ciclo de palestras sobre livros para pesquisa de fotografia começa hoje

Por DAIGO OLIVA

E agora? – Começa nesta quinta (16) e vai até 1/12 o ciclo de palestras “E Agora, Fotografia?”, que acontece no Sesc Belenzinho e Consolação. Com entradas gratuitas e curadoria de Eder Chiodetto, Ronaldo Entler, Lívia Aquino e Pio Figueiroa, o projeto vai abordar livros importantes para a pesquisa de fotografia. Susan Sontag, Roland Barthes, Phillipe Dubois e Vilém Flusser são alguns dos autores que estarão em debate. Na primeira mesa –às 19h30 desta quinta no Sesc Belenzinho–, o historiador Maurício Lissovsky conduz a palestra sobre “Pequena História da Fotografia”, texto de Walter Benjamin. Para conferir a programação completa é só clicar aqui.

Negativos e positivos – A partir desta sexta (18), o Instituto Moreira Salles apresenta em sua sede, no Rio, uma grande retrospectiva da obra de Geraldo de Barros. Segundo o instituto, a exposição do designer, pintor e fotógrafo brasileiro é a maior já realizada na capital carioca. Com mais de 300 trabalhos, a mostra resgata o caráter experimental do artista, focando sua relação com gravuras e pinturas realizadas entre os anos 1940 e 1990. Pela primeira vez, será exibido o conjunto de 268 colagens de negativos e positivos sobre vidro realizado por ele no fim dos anos 1990, além de 70 fotografias ampliadas a partir dessas colagens. A curadoria é de Heloisa Espada, coordenadora de artes visuais do IMS. Para saber mais é só clicar aqui.

Homenagem – O Brasil é o convidado de honra da segunda edição do La Quatrieme Image, salão de fotografia de Paris. Realizado entre 28/10 e 2/11, o evento terá trabalhos dos brasileiros Betina Samaia, Bob Wolfenson, Claudia Jaguaribe, Claudio Edinger, Edu Simões, Iatã Cannabrava, Lucas Lenci, Rogerio Reis, Sheila Oliveira e Tiago Santana. O festival também prestará homenagem à fotógrafa francesa Camille Lepage, morta em maio, enquanto trabalhava em um conflito na África. Para saber mais é só clicar aqui.

Limiares – Fica em cartaz até janeiro de 2015 a recém-inaugurada mostra do acervo de Joaquim Paiva no MAM do Rio. Colecionador a partir do começo da década de 1980, o diplomata exibirá 40 trabalhos, cedidos ao museu em comodato. São obras de Miguel Rio Branco, Cildo Meireles, Marcel Gautherot, Jac Leiner, Alair Gomes e muitos outros. Completam a exposição 19 obras das coleções do MAM e de Gilberto Chateaubriand, montadas em diálogo com o acervo de Paiva. Para saber mais sobre a mostra é só clicar aqui.

Afetos – No próximo dia 23, o Memorial da América Latina, em São Paulo, vai inaugurar a exposição coletiva “Retratos do Afeto”, com curadoria de Juliana Monachesi e Denise Schnyder. A ideia é aproximar idosos e trabalhos de arte contemporânea. Obras de Bob Wolfenson, Caio Reisewitz, Flávia Junqueira, Nino Cais e Ricardo Van Steen farão a ponte de forma descontraída com a terceira idade. Além de exibir fotos de seu último livro, “Belvedere”, Bob Wolfenson mostrará uma imagem de seus tios, Sarita e Salomão, no bairro do Bom Retiro. Já Flávia Junqueira traz para a exposição quatro fotografias. Na principal delas, a artista registra uma senhora francesa vendedora de brinquedos em um parque de diversões, elemento sempre presente em sua obra. Para saber mais é só clicar aqui.

Curta o Entretempos no Facebook clicando aqui.