Arquivo - Tag: jörg m. colberg

Melhores fotolivros 2014: Jörg Colberg

Feliz ano! O Entretempos começa 2015 um pouco atrasado, olhando para as publicações que marcaram 2014. Hoje, o blog publica a lista dos cinco melhores fotolivros segundo o crítico e professor Jörg Colberg, que assina o site Conscientious. A novidade desta seleção é que o alemão incluiu obras que não foram lançadas no ano passado, mas(…)

O que faz uma fotografia ser boa? Respostas…

Muitos e-mails recebidos e muitos comentários no blog. Bem bacana o retorno sobre essa pergunta que parece ser simples, mas é uma tarefa complicada: o que faz uma fotografia ser boa? Continuamos sem saber. Seria uma pretensão gigantesca achar que chegaríamos a alguma conclusão. Ainda assim, o Entretempos destaca argumentos e considerações que podem nos(…)

O que faz uma fotografia ser boa?

O que faz uma fotografia ser boa? A pergunta foi feita pelo crítico alemão Jörg Colberg há sete anos e é quase impossível chegar a uma conclusão. “Sabemos o que é uma imagem boa quando vemos uma. Mas descrever o que faz com que ela seja boa é um assunto completamente diferente”, definiu. O que parece ser(…)

Ainda o World Press Photo

Todo ano é a mesma coisa. Assim que os vencedores do World Press Photo são anunciados, logo em seguida vem uma enxurrada de polêmicas. O Entretempos selecionou alguns textos publicados após o anúncio dos resultados da maior competição de fotojornalismo do mundo. *** Interesses – Em 2013, o júri do WPP foi presidido por Santiago(…)

Uma conversa com Jörg M Colberg

A melhor definição sobre o crítico Jörg Colberg veio na primeira vez em que ouvi falar sobre o alemão: “Ele é Ph.D em astrofísica, não pode ser burro”. Não pode e não é. Colberg é uma das maiores referências atuais sobre fotografia no mundo. Ganhou visibilidade a partir do blog Conscentious, em que, desde 2002,(…)

Instantâneas

O que está em jogo? – Se tiver um único texto para ler hoje, leia este. Conscientious, blog de Jörg M. Colberg traz, desde 2002, resenhas de livros e reflexões sobre fotografia que merecem ser desfrutadas com atenção. “What is at stake?” é um texto para se pensar por muito tempo. Ainda estamos no verão?(…)