‘A luz desliga, fica escuro’ – A obra política e multimídia de Dora Longo Bahia

Espiãs, 2020 (Foto: Ana Pigosso)

Antígona: Começamos no escuro e o nascimento é a nossa morte. Ismene: Quem disse isso? Antígona: Hegel. Ismene: Parece mais com Beckett. Antígona: ele estava parafraseando Hegel. Ismene: Acho que não. Antígona: Quem quer que seja quem sejamos querida irmã, desde que nascemos dos males de Oidipous, que amargura, dor, desgosto, desgraça ou choque moral, […]

Leia Mais

Um corpo multiverso e presente – a obra de Carla Chaim

Movimento Singular do Verde para seu Complementar no Tempo Desaparecido, 2008 , vídeo – stills

“A mão que escreve parece separar-se do corpo e prolongar-se em liberdade bem distante do cérebro, que também se separa do corpo, que por sua vez parece tornar-se aéreo e observar, bem do alto, as frases inesperadas que saem da caneta” Trecho de um texto de Marinetti, publicado em 1912, enviado pela artista. Um corpo […]

Leia Mais

Pensamentos Decoloniais: artistas negras brasileiras falam sobre os tempos sombrios

Parede de Memória, de Rosana Paulino

Hoje publico um conteúdo especial no Entretempos: esta  entrevista ótima e essencial que a Thais Gouveia realizou com 7 artistas negras brasileiras acerca dos tempos sombrios atuais, que foi originalmente publicada no site New City. Vale cada minuto de leitura como uma provocação para uma reflexão profunda e tão fundamental não só nos dias de […]

Leia Mais

O corpo como território político – a obra da paraense Berna Reale

Quando todos calam #2

“Violento é aquele que faz do outro uma coisa”. Partindo dessa tradução livre da filósofa francesa Simone Weil, a artista paraense Berna Reale – um dos grandes nomes da arte contemporânea – traz todo o peso dessa reflexão no âmago de sua obra. Um questionamento crítico dos aspectos da violência, do racismo, da desigualdade e […]

Leia Mais

Habitar e apreender a paisagem na experiência existencial do ser – a obra de Marcelo Moscheta

Equalizer For Distant Horizons – Itatiaia, 2014

“ (…) do fundo do opaco eu escrevo, reconstruindo o mapa de um soalheiro que nada mais é que um inverifcável axioma para os cálculos da memória, o lugar geométrico do eu, de um mim mesmo do qual o mim mesmo necessita para se saber mim mesmo, o eu que só serve para que o […]

Leia Mais

Palavras transbordadas de um coração sufocado – Paulo Miyada e Anna Maria Maiolino no Ensaio Palavra-Imagem

Sem-título, da série Vida Afora, 1981

No Ensaio Palavra-imagem de hoje, a bonita e potente  troca de cartas entre Paulo Miyada, curador e pesquisador de arte contemporânea, e a artista Anna Maria Maiolino, durante o mês de Abril.  Que presente poder ter no horizonte esse oásis de devaneios. Aproveite. E se puder, fica em casa! _________________________________________________________________________________________ 7 de Abril de 2020   Querida Anna,   […]

Leia Mais

Os sons de um planeta chamado Terra – Roberta Martinelli e Marianne Bjørnmyr no ensaio palavra-imagem

“An Authentic Relation” de Marianne Bjørnmyr

Para essa edição do ensaio palavra-imagem, convidei  a querida Roberta Martinelli,  dona da voz da música brasileira, apresentadora do “Som a Pino” na Rádio Eldorado e do “Cultura Livre” na TV Cultura,  para se inspirar com as imagens etéreas de um espaço suspenso, da fotógrafa norueguesa Marianne Bjørnmyr. O resultado?! Um ecoar das entranhas deste planeta […]

Leia Mais

O tempo, a pausa e o silêncio – a expressão japonesa ‘Ma’ como uma potência do vazio, na obra de arte

Hiroshi Sugimoto

Vivemos uma suspensão de nossas vidas. Em um intervalo de espaço-tempo que jamais a história pode prever para nossa civilização. Estamos no presente. Numa pausa, num silêncio. É nisso que nos apegamos, no hoje, porque o passado está cada vez mais distante… e o futuro? Tá bem longe também… E esse longe é abstrato, podendo ser […]

Leia Mais

Um experimento coletivo nas artes – o ensaio palavra-imagem com a curadora Cristiana Tejo

Projeto Quarantine – Guto Lacaz

Para esta edição do ensaio palavra-imagem, convidei a querida curadora Cristiana Tejo, que mora em Lisboa há 5 anos e é dona da palavra precisa na hora certa. Entre tantos projetos além fronteiras que ela realiza, está o Projeto Quarentine, com artistas do Brasil espalhados pelo mundo, numa espécie de cooperativa que incentiva a compra de obras de arte, na […]

Leia Mais

O tempo dilatado da espera – 14 artistas e suas obras com cadeiras

Nazareno Rodrigues

A espera… vivemos dias na espera de dias melhores, ou na espera do agora. O tempo dilatou; segundos, minutos e horas percebidas, sentidas, observadas. Pensar no tempo pode ter se tornado um hábito também.Tentar ocupar o tempo para alguns é a fuga do dia estendido; para outros, a fuga é esparramá-lo desde o abrir dos […]

Leia Mais