Céu nublado na terra arrasada – Ensaio Palavra-Imagem com Thiago Rocha Pitta e Pedro Cesarino

Neste Ensaio, temos Thiago Rocha Pitta e Pedro Cesarino, dupla já estabelecida na Casa Triângulo. Na exposição “Nigredo”, primeira individual de Thiago na galeria, ele explora por meio de vídeos, esculturas e pinturas a relação do homem com a natureza e o tempo. Sempre de maneira meditativa, o artista captura fenômenos naturais por meio de […]

Leia Mais

Mais vale adiar o dia – Ensaio Palavra-Imagem com Ana Martins Marques e Felix Gonzalez-Torres

“Untitled” (Perfect Lovers), 1991

Combinar as palavras sempre tão bonitas da poeta Ana Martins Marques com as obras do cubano-americano Felix Gonzalez-Torres (1957-1996) neste Ensaio Palavra-Imagem de hoje me faz sentir aquela alegria profunda. Ana, autora de “Da arte das armadilhas” (Prêmio Biblioteca Nacional em 2012) e “O livro das semelhanças” (2015) lançará em junho pela Companhia das Letras (já […]

Leia Mais

Infinitude movente – uma coleção de nuvens na arte contemporânea para refletir sobre o tempo

Vik Muniz

“Vamos sonhar com o efêmero, e demoremo-nos um pouco mais na formosa tolice das coisas.” Kakuzo Okakura Sempre estive desperta a pequenos rituais diários que permitissem a porosidade das coisas, a tempos suspensos, vividos segundo por segundo em seus micro acontecimentos, respeitando os brilhos, as sombras, os aromas e todas as mutações que o tempo […]

Leia Mais

Barulhos.Imagens.Tédio.Saudade. Ensaio Palavra-Imagem com Wagner Schwartz e Angela Glajcar

Para esta edição do Ensaio Palavra-Imagem, convidei o coreógrafo, performer e escritor Wagner Schwartz para devanear partindo das sobras da alemã Angela Glajcar. Autor de “Nunca Juntos Mas Ao Mesmo Tempo”, publicado pela Editora Nos, Schwartz participa de grupos de pesquisa e experimentação coreográfica na América do Sul e na Europa. Autor de 12 criações […]

Leia Mais

Um pensar pedra: Mono-ha – o movimento de arte criado em Tokyo nos anos 60

Lee Ufan

pensar pedra apesar de tudo e rochas e rochedos e picos e topos e lajes e seixos e declives e escarpas e torsões e sobras e erosão restos de pedra domesticada em ruas mesas lápides chãos quem escultura lamentos de poeira urros vulcânicos pedra “O que estou procurando é [gerar] uma experiência através da sua […]

Leia Mais

Onde as estrelas eram terrenas

Sandra Cinto, da série Mar Aberto, 2020, (Foto: Albano Afonso/Casa Triângulo)

“Se a angústia é tão profunda, é porque cada um de nós começa a sentir o solo ruindo sob os pés. Descobrimos, mais ou menos, confusamente, que estamos todos migrando rumo a territórios a serem redescobertos e reocupados.” Trecho de “Onde aterrar – como se orientar politicamente no Antropoceno” de Bruno Latour. De hoje até […]

Leia Mais

Um horizonte silencioso – as paisagens analógicas do dinamarquês Adam Jeppesen

Imagem do Projeto Flatland Camp

Transitar pelas paisagens inóspitas do dinamarquês Adam Jeppesen é como uma imersão contemplativa e um aquietar dos olhos, receptivos ao acaso.  Também o é para ele que busca, na maioria de suas obras, um contato profundo e meditativo com o entorno que habita para registrar a experiência vivida em suas imagens. Jeppesen – que vive […]

Leia Mais

Um corpo multiverso e presente – a obra de Carla Chaim

Movimento Singular do Verde para seu Complementar no Tempo Desaparecido, 2008 , vídeo – stills

“A mão que escreve parece separar-se do corpo e prolongar-se em liberdade bem distante do cérebro, que também se separa do corpo, que por sua vez parece tornar-se aéreo e observar, bem do alto, as frases inesperadas que saem da caneta” Trecho de um texto de Marinetti, publicado em 1912, enviado pela artista. Um corpo […]

Leia Mais

‘Olha, está nuviscando’ – As nuvens inventadas do artista holandês Berndnaut Smilde

Nimbus Diocleziano Aula V, 2018 (Foto:Berndnaut Smilde, Ronchini Gallery)

O que amor desalinha O céu não basta por coberta Como a nuvem: o peito já nascido desfeito O dedo do menino ínfimo, aponta o infinito: olha, está nuviscando! A nuvem espreita os olhos do menino e, em espelho, vê o céu onde nasceu. Poema “Nuvem” do livro  Vagas e Lumes, de Mia Couto Paralisar […]

Leia Mais

A fragilidade do ar – Ensaio Palavra-Imagem com Tamara Grosso e Charles Pétillon

Para este Ensaio Palavra-Imagem, convidei a poeta argentina Tamara Grosso para escrever inspirada pelas  imagens do francês Charles Pétillon. Ela, que com cenas do cotidiano, usa a palavra de forma potente e muito delicada, publicou os livros  “Entre el blanco y el negro (2015), “Guatepeor” (Modesto Rimba, 2016), “Márgenes” (Objeto Editorial, 2016) e “Cuando todo […]

Leia Mais